segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

"Tanta Gente, Mariana", de Maria Judite de Carvalho

SINOPSE

"Uma mulher, Mariana, descobre que vai morrer. Só, no seu quarto, passa em revista toda a sua vida. Desde o falecimento prematuro da mãe ao carinho extremo e triste do pai. Entre alegrias e tristezas esta é uma análise implacável da solidão dos tempos modernos em que, mesmo rodeados pelos outros, nos fechamos em nós."

Sem comentários:

Publicar um comentário